Bem vindo ao blog da Blog Cardiominas.

Tag Archives: laudo ECG

Qual a dose certa de corrida para o cardiopata?

Tags:, , , , , , , , , , .


Muitos pacientes me perguntam sobre qual atividade física é melhor para o coração.

A impressão da maioria das pessoas é de que a corrida ou caminhada é o melhor exercício físico para o coração. Mas quanto? Por quanto tempo? Qual distância? Quantas vezes por semana?

O fator que mais impacta sobre o coração é, sem dúvida, a REGULARIDADE da atividade física. Já publiquei em post anterior sobre os perigos do “Atleta de final de semana” que expõe o seu coração à uma atividade física à qual não está habituado, e por isso, pode provocar infartos ou morte súbita.

Um estudo publicado em junho deste ano na Revista Americana de Medicina Esportiva avaliou 52.000 pessoas sem doenças prévias (hipertensão, diabetes, ou outra) que praticavam atividade física regularmente.

Como era de se esperar, a atividade física regular reduziu a mortalidade em 19% (!!) quando comparado à pessoas que não praticavam atividade física.

Uma característica muito interessante é que a velocidade e a distância da corrida influenciaram na mortalidade:

Quem corria de 9 a 11km/h reduziu a mortalidade em 27%, enquanto quem corria a mais de 13km/h reduziu a mortalidade em apenas 7%.

E quem corria entre 16 e 24km por semana reduziu a mortalidade em 27%, enquanto quem corria 32km reduzia 10%, e quem corria 40km reduziu apenas 5% da mortalidade.

E tem mais, quem corria de 2-5 vezes por semana teve mais benefício do que quem corria 6-7 vezes.

Por isso, a idéia de que atividade física “quanto mais melhor” é errada!! Portanto, se vc quiser fazer atividade física para beneficiar o coração pratique caminhadas (ou corridas) com moderação!

Posted on 28 julho '12 by Dr. Ricardo, under Bem-estar, Cardiologia, Telemedicina. 134 Comments.

“Hora-extra” causa infarto

Tags:, , , , , , , , , , , , , .

A suspeita de muitos foi agora confirmada cientificamente!!

Um trabalho publicado recentemente avaliou a incidência de infarto e angina em 6.000 trabalhadores da Inglaterra, sendo 4.262 homens e 1.752 mulheres.

Essas pessoas foram acompanhadas por 11 anos e ao final deste período observou-se que os pacientes que faziam 1 ou 2 horas-extras por semana apresentavam uma chance 2 vezes maior de infarto ou angina!!!

Notou-se também que estas pessoas (que faziam hora-extra) eram, na maioria: homens, tabagistas, casados e que ocupavam altos escalões de gerência. Típico, não acham?!

Este estudo veio ao encontro de outros estudos prévios que já mostravam que o excesso de trabalho estava associado à alterações na glicemia (açúcar no sangue) e incidência de diabetes  e alterações comportamentais. Por isso, tão importante quanto o controle dos fatores de risco que levam ao infarto (hipertensão, diabetes, obesidade, tabagismo, etc) é a qualidade e bem-estar no ambiente de trabalho.

Se a sua empresa possui ambulatório médico especializado ou dispõe de convênio médico, não perca a oportunidade e “corra” para fazer o seu exame médico e eletrocardiograma. O seu coração agradece.

Posted on 21 agosto '10 by Dr. Ricardo, under Bem-estar, Cardiologia. 123 Comments.