Bem vindo ao blog da Blog Cardiominas.

Tag Archives: ECG

Chocolate faz bem ao coração

Tags:, , , , , , , , , , .

Boa notícia para os chocólatras!!

Estudo recente avaliou o consumo de chocolate em 114.000 pessoas e as acompanhou por 8 a 16 anos. No final da avaliação foi notado que o grupo de pessoas que comeram chocolate regularmente (mais de 5x/semana) apresentou menor incidência de doenças cardiovasculares (37% menos) e AVC (29% menos) do que nenhum consumo de chocolate.

Algumas considerações devem ser levadas em conta:

1) o estudo foi apenas OBSERVACIONAL, ou seja, o resultado pode estar influenciado por outros fatores (ex.: pode ser que as pessoas que comeram chocolate também praticavam atividades físicas regulares, e por isso, a incidência de doença cardiovascular foi menor).

2) Este resultado não nos dá direito de incentivar o consumo excessivo de chocolate, que sabidamente, pode levar à obesidade e outras doenças. Porém, um consumo regular não deve ser encarado como nocivo.

Posted on 15 dezembro '11 by Dr. Ricardo, under Cardiologia. 106 Comments.

Apenas 15 minutos de exercício por dia!!

Tags:, , , , , , , , , , .

Estudo publicado recentemente na revista LANCET mostrou que apenas 15 MINUTOS de exercício físico de moderada intensidade por dia são suficientes para reduzir o risco cardiovascular.

“Exercícios de leve intensidade reduziram a mortalidade geral em 14% (!!)”. O benefício dos exercícios foi significativo, mesmo sem atingir a meta recomendada de 150 minutos por semana.

O estudo avaliou 416.175 pessoas na Tailândia (199.265 homens e 216.910 mulheres) entre 1996 e 2008. Estes indivíduos foram acompanhados por uma média de 8 anos, e foram categorizados em 4 níveis: inativos, levemente ativos, moderadamente ativos e altamente ativos, de acordo com a quantidade de exercícios semanais que praticavam. Para cada grupo foi calculada a expectativa de vida e mortalidade.

A carga de exercícios praticada pelo grupo de pessoas “levemente ativas” foi de 92 minutos por semana, ou 15 minutos (em média) por dia. A mortalidade geral caiu 14% neste grupo, e a expectativa de vida foi 3 anos maior do que o grupo inativo.

Outro achado interessante: a cada incremento de 15 minutos de exercício por dia observou-se uma redução de 4% na mortalidade geral.

Por isso, mantenho a minha recomendação: “Primeiro: nunca é tarde demais para se exercitar (mesmo para pacientes idosos que nunca praticaram exercícios) / Segundo: Regularidade é fundamental (tem que fazer exercício DIARIAMENTE) / Terceiro: Não importa a hora que vc chega em casa, sempre há um tempinho para se dedicar ao exercício”

Posted on 14 setembro '11 by Dr. Ricardo, under Cardiologia. No Comments.

AAS previne infarto?

Tags:, , , , , , , , , , , .

Muitos estudos publicados recentemente questionam o uso rotineiro do AAS (Aspirina) na prevenção de infarto.

No consultório, ouço muitos pacientes dizerem que tomam AAS para “ralear” o sangue, e assim prevenir o infarto. Esta afirmação tem fundamento?

Para os pacientes que já tiveram algum evento cardíaco coronariano (infarto, angina, os que já fizeram angioplastia ou cirurgia cardíaca de ponte de safena) o uso do AAS é OBRIGATÓRIO e previne SIM a ocorrência de novos eventos.

Para os pacientes que NUNCA tiveram nenhum evento cardíaco coronariano, o uso de AAS é questionado, porém algumas afirmações são verdadeiras e podem ser ditas:

1- AAS em homens diminui infarto, mas não AVC (derrame cerebral)

2- AAS em mulheres diminui AVC, mas não infarto

3- O uso rotineiro de AAS aumenta a incidência de sangramentos

4- Para saber se vale a pena usar ou não a medicação deve-se avaliar o risco de sangramento x benefício

Portanto, a velha máxima ainda vale: “Não deixe de consultar o seu médico antes de usar qualquer medicamento”. Só ele sabe o porque você deve ou não fazer uso de determinado medicamento.

Um grande abraço.

Posted on 12 agosto '11 by Dr. Ricardo, under Cardiologia. No Comments.

7500 passos por dia após infarto

Tags:, , , , , , , , , , .

Estudo apresentado no 58o congresso da Sociedade Americana de Medicina Esportiva (ACSM) no dia 7 de junho de 2011 mostrou que pacientes que tiveram infarto agudo do miocárdio (IAM) e que caminham 7.500 passos por dia melhoram significativamente o controle dos seus fatores de risco (peso, circunferência abdominal, colesterol, hipertensão, etc).

O uso do pedômetro (aparelho que faz a contagem de passos) tem se popularizado bastante no último ano.

Para indivíduos saudáveis, a recomendação é que caminhem 10.000 passos por dia para manter o condicionamento físico e controle dos fatores de risco.

Para indivíduos que já tiveram IAM especulou-se que 7.500 passos por dia seriam suficientes para reduzir os riscos e manter o condicionamento. Esta hipótese foi estudada e mostrou-se eficaz em estudo apresentado neste último congresso.

Se você já é adepto à moda do pedômetro vale a pena esforçar-se um pouquinho mais para atingir a meta de 7.500 (para quem já teve IAM) ou 10.000 (para indivíduos saudáveis) passos por dia para reduzir sua chance de eventos cardíacos no futuro.

Posted on 27 junho '11 by Dr. Ricardo, under Cardiologia. 122 Comments.

Video Game para combater obesidade?

Tags:, , , , , , , , , , , .

Uma pesquisa realizada em conjunto pela Associação Americana de Cardiologia (AHA) e a Nintendo está mostrando que o videogame tem um impacto positivo no combate à obesidade. Antes considerado uma “marca” do sedentarismo, o videogame pode se tornar um aliado da cardiologia. Os “jogos ativos” (active games), como são conhecidos, tem recebido bons comentários dos cardiologistas de todo mundo.

Tudo começou com um estudo de saúde pública na Virginia Oeste (West Virginia) que mostrou que as crianças que jogavam Dance Revolution (Konami, Tokyo, Japão) – jogo que requer que o jogador dance no ritmo da música encima de um tatame de botões – melhora o condicionamento físico. Além disso, existem vários relatos isolados de pessoas que perderam peso jogando videogame. Após este estudo, o governo do estado da Virginia colocou este jogo em escolas públicas para ajudar no combate à obesidade infantil.

Sobre a pesquisa atual, não existem dados que permitam apontar o benefício a longo prazo destes jogos.

Como estes jogos simulam vários exercícios físicos tradicionais (corrida, salto, etc), e em geral, estimulam o jogador, colocando-o em uma situação de competição, fatores psicológicos positivos podem aumentar ainda mais o benefício que eles trazem à saúde.

Não sei se você já experimentou, mas eu já. Realmente me senti bem cansado e, após uma tarde inteira correndo e saltando obstáculos na tela, minhas perna doeram como se eu estivesse acabado de sair do primeiro dia de malhação na academia!

Um grande abraço.

Posted on 4 junho '11 by Dr. Ricardo, under Bem-estar, Cardiologia. 114 Comments.